Natureza em estado puro

Jarau: Patrimonio Natural da Humanidade e Sitio geológico ou paleontológico do Brasil - Conheça a Proposta

23/06/2010 11:23

SIGEP - COMISSÃO BRASILEIRA DE SÍTIOS GEOLÓGICOS E PALEOBIOLÓGICOS

(ABC-ABEQUA-CPRM-DNPM-IBAMA-IBGE-IPHAN-PETROBRÁS-SBE-SBGeo-SBP)
=======================

PROPOSTA DE SÍTIO GEOLÓGICO ou PALEOBIOLÓGICO DO BRASIL
A SER PRESERVADO COMO PATRIMÔNIO NATURAL DA HUMANIDADE
1. NOME do SÍTIO(*):  Astroblema de Cerro do Jarau, RS
 
(*)nome consagrado; se não existir, proponha um nome conciso que indique o tipo de sítio e/ou o local

2. PROPONENTE
Nome completo: ALVARO PENTEADO CRÓSTA
Endereço p/ postagem: Caixa Postal 6152, CEP 13081-970, Campinas, SP
Instituição: Instituto de Geociências, UNICAMP
Fax: (19) 3289-1562
Telefone: (19) 3521-5120
e-mail: alvaro@ige.unicamp.br
Endereço curriculum Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4788204P6

Marque a alternativa correta abaixo:
você está propondo:
[X] sítio geológico/paleobiológico ainda não sugerido à SIGEP e candidatando-se à sua descrição (*);
[  ] sítio geológico/paleobiológico ainda não sugerido à SIGEP sem candidatar-se à sua descrição; 
[  ] candidatar-se à descrição (*) de sítio geológico/paleobiológico já aprovado pela SIGEP.
(*) - o sítio deverá ser descrito em duas versões, português e em inglês, e de acordo com as Instruções aos Autores.

Data da proposta:   16/06/2008 

4. CASO TENHA ESTUDADO O SÍTIO e esteja se candidatando a descrevê-lo com artigo científico, informe:
a) DATA PROVÁVEL de entrega da minuta do artigo:    31/ 12 /2008
b) CO-AUTORES(*)

Fernanda Silva Lourenço - Instituto de Geociências/UNICAMP - lourenco.fernanda@gmail.com  

(*)Autor principal é o proponente; Informar co-autores previstos em ordem de importância com Nome Completo, Instituição, e-mail

5. TIPOLOGIA DO SÍTIO (marque com X os tipos e com XX o tipo mais característico do sítio):
[XX]Astroblema                 
[   ]Estratigráfico              
[   ]História da Geologia, Mineração, Paleontologia..
[   ]Marinho-submarino  
[   ]Metamórfico                
[   ]Paleoambiental           
[   ]Sedimentar                  
[   ]Outro(s):
[   ]Espeleológico  
[   ]Geomorfológico
[   ]Hidrogeológico (somente casos especiais e com
                                outra tipologia significativa associada)
[   ]Ígneo
[   ]Metalogenético
[   ]Mineralógico
[   ]Paleontológico
[   ]Tectono-estrutural

Observação: [   ] Inclui vestígios arqueológicos  -  [   ] Interesse Histórico/Cultural

6. LOCALIZAÇÃO
a. Município(s)/UF: Quaraí, RS
2. Nome do local: Cerro do Jarau
3. Coordenadas geográficas (Lat/Long) do centróide da área do sítio: 
          
Latitude: 30o 12' S - Longitude: 56o 32' W  
7. JUSTIFICATIVAS(*):

Crateras formadas pelo impacto de corpos celestes (meteoritos, asteróides ou cometas) contra a superfície da Terra são feições raras, sendo conhecidas mais de 170 delas em todo o planeta. Até recentemente, apenas 5 estruturas dessa natureza eram conhecidas no Brasil. A feição circular denominada Cerro do Jarau, situada no pampa do Rio Grande do Sul, próxima à divisa com o Uruguai, revelou recentemente características diagnósticas de fenômenos de impacto meteorítico, passando assim a ser a sexta estrutura de impacto em território brasileiro. Trata-se de uma estrutura em avançado estado de erosão (astroblema), com diâmetro de cerca de 13 km, formada sobre rochas basálticas e areníticas das formações Guará, Botucatu e Serra Geral,  da Bacia do Paraná. Cerro do Jarau, juntamente com os astroblemas de Vargeão e Vista Alegre, constituem o mais importante registro de impacto meteorítico sobre rochas basálticas conhecidos na Terra. Além dos aspectos geológicos peculiares, Cerro do Jarau é também um local de destacada importância na tradição folclórica e histórica do Rio Grande do Sul.

(*)para a inclusão como PATRIMÔNIO MUNDIAL DA HUMANIDADE

8. BREVE DESCRIÇÃO DO SÍTIO(*):

A origem da estrutura circular anômala do Cerro do Jarau vem sendo pesquisada desde a década de 1960. Por se tratar de uma feição topograficamente elevada em plena planície do Pampa Gaúcho, essa conspícua feição geomorfológica é associada a lendas folclóricas e passagens históricas regionais. As cristas do Cerro do Jarau, formadas por arenito silicificado, serviram também como ponto estratégico de observação e refúgio durante a Guerra dos Farrapos, dada sua condição topográfica favorável com elevações locais de mais de 200 metros. A estrutura se insere no contexto geológico da Bacia do Paraná, tendo se formado sobre rochas das formações Guará, Botucatu e Serra Geral. A exposição dos arenitos da Formação Guará e Botucatu constituem uma janela estratigráfica/estrutural, já que toda quase toda região oeste do estado do Rio Grande do Sul encontra-se coberta pelos derrames basálticos. Além dessas rochas, são encontrados corpos discordantes de brechas de arenito principalmente no centro da estrutura, e de basaltos nas regiões de topo e base de derrames. Os arenitos da Formação Botucatu encontram-se intensamente silicificados e condicionados por falhas que formam um padrão radial e anelar. O acamamento original dessas rochas mergulha preferencialmente em direção ao centro da estrutura. Estudos recentes identificaram evidências de deformação e metamorfismo de impacto, tais como PDFs e PFs em cristais de quartzo, feldspato e clino-piroxênio, além de brechas líticas autóctones e suevitos. Foram também observados possíveis cones de estilhaçamento (shatter cones). O conjunto de feições aponta para uma origem por impacto de corpo celeste para a estrutura do Cerro do Jarau, tornando-a a 6ª cratera de impacto identificada no Brasil e possivelmente a 175ª na Terra.

Vista em perspectiva 3D do modelo digital de elevação mostrando a feição geomorfológica circular do Cerro do Jarau (linha tracejada).
 
 

Vista do alto do Cerro do Jarau em direção ao centro da estrutura, mostrando em primeiro plano os arenitos Botucatu fortemente recristalizados que constituem as cristas circulares.

(*)anexar ao e-mail até 2 fotos significativas do sítio e, se disponíveis, links ou até capítulo de tese ou de artigo do proponente sobre o sítio

9. VULNERABILIDADE DO SÍTIO A ATIVIDADES DE MINERAÇÃO OU DEGRADAÇÃO AMBIENTAL*:

Exceto pelas atividades tradicionalmente desenvolvidas na região, representadas predominantemente pela pecuária bovina e ovina, as quais apresentam risco limitado de degradação ambiental, não há quaisquer outras atividades que possam vir a ameaçar o sítio proposto.

(*)Caso o sítio esteja sob riscos iminentes ou já existentes de depredação ou de destruição natural, informe sucintamente quais são e as causas

10. SITUAÇÃO ATUAL DE CONSERVAÇÃO E ÓRGÃO RESPONSÁVEL PELA PROTEÇÃO:

 A situação atual de conservação do sítio é relativamente favorável e não há informações sobre o órgão responsável pela proteção.

11. BIBLIOGRAFIA REFERENTE AO SÍTIO PROPOSTO(*):

Crósta, A.P., Lourenço, F.S., Priebe, G.H., 2008, Cerro do Jarau: A new impact crater in southern Brazil. Meteoritics and Planetery Science (submetido).
Ene, P.L. ; Rolim, S.B.A., 2006, Resposta Magnética do Cerro do Jarau, RS. In: 43 Congresso Brasileiro de Geologia, 2006, Aracaju. 43 Congresso Brasileiro de Geologia. Aracajú : SBG, v. 1. p. 304-304.
Grehs, S.A.,1969, Aspectos geológicos e geomorfológicos do Cerro do Jarau, Rio Grande do Sul – Brasil. Anais do XXIII Congresso Brasileiro de Geologia, Salvador – BA.
Hachiro, J., Coutinho, J.M.V., Coimbra, A.M., 1995,  The Cerro do Jarau astrobleme (Rio Grande do Sul), Brazil: a cretaceous cryptoexplosive structure. In: Resumo das Comunicações - Academia Brasileira de Ciências, 67 (4).
Rolim, S.B.A. ; Jelinek, A.R. ; Lelarge, M.L.V. ; Lisboa, N. A., 2004, The Jarau Structure, Southern Brazil: an astroblem?. In: 67th Annual Meeting of the Meteoritical Society, 2004, Rio de Janeiro. 67th Annual Meeting of the Meteoritical Society. Tucson, USA : Meteoritical Society.
Rolim, S.B.A.
; Philipp, R.P. ; Sommer, C.A., 2007, . Reavaliação do Modelo de Impacto para a Estrutura do Cerro do Jarau, RS. In: Quinto Congreso Uruguayo de Geología, 2007, Montevideo. Quinto Congreso Uruguayo de Geología, v. 1.

(*)assinalar em destaque trabalhos dos candidatos a autor e co-autor

12. FOTO E SINOPSE DO CURRICULUM VITAE DO(S) CANDIDATO(S) A AUTOR(ES)(*):

 

Alvaro Penteado Crósta  graduou-se em Geologia pela USP em 1977, concluiu o mestrado no Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE) em 1982 e o doutorado no Imperial College of Science, Technology & Medicine da University of London em 1990. Realizou pós-doutorado junto ao Desert Research Institute, Universidade de Nevada, Reno (1995). É Professor Titular do Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas, exercendo atualmente a função de Diretor do IG-UNICAMP no período 2005-2009. É Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq desde 1983. Na UNICAMP exerceu as funções de Chefe de Departamento, Coordenador de Pós-Graduação, Chefe-Adjunto de Gabinete do Reitor e Pró-Reitor de Desenvolvimento Universitário. Atua na área de Sensoriamento Remoto e Exploração Mineral e de Geologia Planetária/Crateras de Impacto Meteorítico. Atua também como coordenador-adjunto da área de Geociências da CAPES (2008-2010).

 

 

 

 

Fernanda Silva Lourenço graduou-se em Geologia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP, 2007). Foi bolsistas de iniciação científica do CNPq, (2006 e 2007). Atua nas áreas de sensoriamento remoto, sistemas de informação geográfica e crateras de impacto.

 

 

(*)Sinopse do currículo do candidato a autor com uma fotografia pequena tipo 3x4. Cada "minicurrículo" deverá ter no máximo 120 palavras e servirá, juntamente com uma versão em inglês a ser publicada para a publicação futura, como apêndice do artigo se a candidatura for aprovada e o artigo aceito para publicação.

RESERVADO À SIGEP:
DATA APROVAÇÃO DA PROPOSTA:     /    /     -   MINUTA PREVISTA PARA:   
31 / 3   / 2010     


COMENTÁRIOS, CRÍTICAS E SUGESTÕES DA SIGEP
E DA COMUNIDADE GEOCIENTÍFICA
E RÉPLICAS DO PROPONENTE


Enviada em: quarta-feira, 25 de junho de 2008 17:03
Assunto: Astroblema de Cerro do Jarau, RS - NOVA PROPOSTA
 
Prezado colega geocientista, 
 
veja e avalie a nova proposta de sítio geológico candidato a Patrimônio Natural da Humanidade:
 
Nome do Sítio:   Astroblema de Cerro do Jarau, RS
Proponentes: Alvaro Penteado Crósta;  Fernanda Silva Lourenço
 
A SIGEP (*) aguarda seus comentários, críticas e sugestões adicionais às propostas formuladas.
 
Propostas de sítios brasileiros e de sua descrição científica sistematizada, com vistas a compor base de dados de nossos MONUMENTOS GEOLÓGICOS, vem sendo submetidas através de formulário padronizado (http://www.unb.br/ig/sigep/formulario.htm).

Tais propostas são disponibilizadas na Internet  para conhecimento e avaliação, não só por parte dos membros da  comissão SIGEP mas, tambem, da comunidade geocientífica em geral. Comentários, a favor e contra, sugestões e críticas pertinentes, juntamente com as réplicas e tréplicas, são veiculadas tambem na mesma página da proposta. 
 
Propostas já aprovadas, mas carecendo de autores para descrever os sítios, podem ser vistas no quadro:
http://www.unb.br/ig/sigep/quadro.htm#2.  
Se você estudou algum desses sítios ou tenha outro a propor e esteja interessado em preparar artigo descrevendo-o para ser publicado, acesse a página abaixo e preencha o formulário citado, como foi feito pelo colega Geysson e coproponentes para o:
 Sítio Lajedo do Pai Mateus, Cabaceiras, PB - ver em:

 

======================
(*) A SIGEP é uma comissão multi-institucional que objetiva o cadastro de sítios geológicos e paleobiológicos a serem preservados como PATRIMÔNIO GEOLÓGICO DO BRASIL e a sua publicação na forma de artigos científicos que incluem recomendações de preservação /geoconservação  desses sítios.  Essa base de dados, montada a partir da interação com a comunidade geocientífica do Brasil, disponibilizada em livros e na Internet, em portugues e em inglês, servirá também para a seleção de sítios a serem propostos à UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade.
    
Após aprovada a proposta, o sítio deve ser descrito pelos proponentes; uma vez aprovado o artigo, ele é disponibillizado em "pre print" na internet podendo vir a constituir um capítulo de livro "SÍTIOS GEOLÓGICOS E PALEONTOLÓGICOS DO BRASIL". Os novos artigos aprovados deverão ser publicados no Volume III.
 As instruções para os autores podem ser vistas em
http://www.unb.br/ig/sigep/InstrucoesAutores.htm
    
Os artigos dos sítios já publicados podem ser acessados em:
http://www.unb.br/ig/sigep/sitios.htm
ou "linkados" via mapa de localização no Brasil em:
http://www.unb.br/ig/sigep/mapindex/mapindex.htm
 
=> favor repassar a geocientistas de sua lista de e-mails
--------------------------------------------------------------------------------

 

De: Carlos Schobbenhaus [mailto:schobben@df.cprm.gov.br]
Enviada em: quarta-feira, 25 de junho de 2008 09:33
Assunto: Re: Proposta de Sítio: Cerro do Jarau, RS
................

Esta é mais uma estrutura de impacto comprovada no Brasil. Agora no RS, na fronteira com o Uruguai.
Prof. Álvaro Crosta é especialista que tem-se dedicado ao tema há muitos anos  e já  descreveu diversos astroblemas em nosso País.
Aprovo a proposta sem restrições.
........ 
Carlos Schobbenhaus
Representante da CPRM na SIGEP


De: fernande [mailto:fernande@acd.ufrj.br]
Enviada em: quarta-feira, 25 de junho de 2008 10:20
Assunto: Re: Proposta de Sítio: Cerro do Jarau, RS

Prezados colegas,

Considero excelente a proposta apresentada pelo Prof. Álvaro Costa, retratando e divulgando mais um sítio representando uma estrutura de impacto no Brasil. Concordo plenamente com o Schobbenhaus aprovando a proposta sem restrições.
Atenciosamente,
Antonio Carlos S. Fernandes (Representante da SBP na SIGEP)


De: ricardolatge@petrobras.com.br [mailto:ricardolatge@petrobras.com.br]
Enviada em: quarta-feira, 25 de junho de 2008 17:27
Assunto: Re: RES: Proposta de Sítio: Cerro do Jarau, RS

Excelente proposta, onde o autor ainda se preocupa em fazer registro históricos, apoiado num texto coloquial.
 Voto pela aprovação
Saudações Ricardo
Representante da Petrobras na SIGEP


De: Celia Regina de Gouveia Souza [mailto:celia@igeologico.sp.gov.br]
Enviada em: quinta-feira, 26 de junho de 2008 11:38
Assunto: Re: Astroblema de Cerro do Jarau, RS - NOVA PROPOSTA

.......
Aprovo a proposta, sem dúvida.
Celia
Representante da ABEQUA


De: Emanuel Teixeira de Queiroz [mailto:emanuel.queiroz@dnpm.gov.br]
Enviada em: quinta-feira, 26 de junho de 2008 13:23
Para: Manfredo Winge
Assunto: RES: Astroblema de Cerro do Jarau, RS - NOVA PROPOSTA

No Congresso de Geologia de Aracaju, em 2006, assisti a uma apresentação do Prof. Álvaro Crosta sobre “Estruturas de Impacto” geradas pelo choque de corpos celestes na terra, dentre as quais foi referenciada  o “Astroblema de Cerro do Jarau” no Rio Grande do Sul. Como cita o autor da proposta, trata-se da 6ª estrutura identificada em nosso país. Possivelmente a única, até então, reconhecida no estado riograndense.

Pela relevância e importância que representa para a SIGEP a inclusão de mais um sítio dessa natureza, já que há poucos cadastrados, manifesto a nossa aprovação.

O Autor tem vasta experiência e conhecimento do assunto que dispensa comentários.
Emanuel
Representante do DNPM


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: sexta-feira, 27 de junho de 2008 10:06
Assunto: RES: Proposta de Sítio: Cerro do Jarau, RS
Prezado Carlos e demais colegas membros da SIGEP,
 
não há a menor dúvida quanto a importância dessa 7a. ocorrência comprovada, segundo os proponentes, de cicatriz de estrutura de impacto meteorítico no Brasil. Esta, aqui no extremo oeste do Rio Grande do Sul, nos pampas gaúchos e com morfologia característica sobressaindo na planície, tem sido motivo de lendas e contos como a Salamanca do Jarau, de nosso "Guimarães Rosa" pampeano, o escritor gauchesco Simões Lopes Neto (ver, por ex. http://www.rosanevolpatto.trd.br/cerrodojarau.html.
 
Caso o sítio seja cadastrado, certamente fará parte de peregrinações eco-turísticas em uma "espichada" da região das "Missões Jesuíticas".
 
Somos favoráveis a aprovação da proposta sem restrições
 
Manfredo Winge
Representante da SBGeo na SIGEP
2008 - ANO INTERNACIONAL DO PLANETA TERRA - AIPT


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: sexta-feira, 27 de junho de 2008 15:26
Para: Alvaro Penteado Crósta (alvaro@ige.unicamp.br); Fernanda Silva Lourenço (lourenco.fernanda@gmail.com)
Assunto: Proposta de Sítio: Cerro do Jarau, RS - APROVADA
 
Prezados Álvaro e Fernanda, 
 
seguindo as normas da SIGEP, comunico, com satisfação, que a proposta de vocês com compromisso de descrição foram aprovados.
Ver site http://www.unb.br/ig/sigep/propostas/Astroblema_Cerro_Jarau_RS.htm
 
Assim, o sítio "Astroblema de Cerro do Jarau, RS", passa a ser relacionado na lista de sítios aprovados e com autores comprometidos com a sua descrição: http://www.unb.br/ig/sigep/quadro.htm.
 
Isto considerado, solicitamos confirmar o recebimento deste e-mail e confirmar a data mais provável de entrega da primeira minuta do artigo com o qual, uma vez aprovado, se registrará em definitivo o sítio junto à SIGEP, juntamente com o elenco de propostas de preservação/conservação como patrimônio geológico, através de publicação na Internet e, eventualmente, em volume de SÍTIOS GEOLÓGICOS E PALEONTOLÓGICOS DO BRASIL.
 
A elaboração da minuta do artigo deve seguir as instruções (*) para os autores.

Qualquer dúvida a respeito favor nos contactar.
Manfredo Winge
Representante da SBGeo
p/corpo editorial
c/c SIGEP
 
(*)
Observações sobre as Instruções  para os autores
 
Solicitamos leitura atenta das instruções aos autores que sofreram algumas pequenas inclusões; destacamos:
- enviar em Word em uma coluna só, mas já no formato geral especificado e tipos de letras determinados (faremos a editoração final em duas colunas após a revisão final e aprovação do artigo);
- atentar para a escolha adequada de título e subtítulo para o artigo, concisos mas que deem clara idéia do sítio descrito e de sua tipologia principal;
- versão em inglês é obrigatória mas somente deve ser encaminhada depois do artigo ser aprovado;
- uma ou duas fotos de página inteira para Fig. 1 significativa e bonita, com ou sem encarte, que retrate da melhor forma possível o sítio nas primeiras páginas do artigo;
- rigorosa seleção das figuras e fotos em termos de qualidade e significância, evitando repetições;
- todas as figuras e fotos, com ótima resolução e QUALIDADE a melhor possível, deverão ser enviadas em arquivos separados após a aprovação e disponibilização do artigo na internet; entretanto, elas podem ser incluídas inicialmente no texto com resolução rebaixada (~ 100 dpi; largura maior 170mm) para o pre print na internet;
- se ainda não foi encaminhado na proposta, providenciar minicurrículo (até 120 palavras) e uma foto  tipo 3x4 de cada  um dos autores ;
- desdobrar, na medida do possível, o capítulo MEDIDAS DE PROTEÇÃO nos ítens indicados;
- sobre o capítulo SINOPSE SOBRE A ORIGEM, EVOLUÇÃO GEOLÓGICA E IMPORTÂNCIA DO SÍTIO: deve ser conciso e, na medida do possível, de linguagem acessível a não especialistas. Recentemente instituído, já com vistas ao Volume III da SIGEP, o seu objetivo é apresentar, em um único local do artigo, uma síntese da história geológica pondo em destaque os eventos geológicos (e paleobiológicos), de preferência cronologicamente organizados, que estiveram ligados à formação e à evolução do sítio até a sua presente ocorrência. Uma certa redundância até poderá ocorrer com relação a aspectos apresentados com mais detalhe em outros ítens como o da DESCRIÇÃO DO SÍTIO, mas aqui devem ser abordados de forma enxuta/concisa e organizada (sinóptica) que enfatize os fenômenos evolutivos que sejam relevantes em qualquer dimensão e conceito (físico/químico, micro a macro até de tectônica global se for o caso).  Estima-se que para este ítem seja suficiente uma página de texto (sem contar eventuais figuras adicionais inseridas) mas, conforme a complexidade evolutiva, poderá se ter até duas páginas, finalizando-se com um parágrafo que, também de forma concisa, indique claramente o porquê da importância extraordinária do sítio;
- ver detalhes e todas outras orientações em:
http://www.unb.br/ig/sigep/InstrucoesAutores.htm
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

De: silvia.rolim@ufrgs.br [mailto:silvia.rolim@ufrgs.br]
Enviada em: domingo, 29 de junho de 2008 16:16
Assunto: Re: Astroblema de Cerro do Jarau, RS - NOVA PROPOSTA 

Prezado Manfredo 
Fico grata pelo convite para avaliar a proposta do colega Álvaro, mas  não me sinto à vontade em fazê-lo. Venho pesquisando a estrutura  circular do Jarau desde 2004, junto com o Prof. Nelson Lisboa, que por sua vez estudou a mesma estrutura nos anos de 1980. Fizemos estudos de  sensoriamento remoto, geofísica,  e caracterização geológica, petrográfica e estrutural. Apesar de termos muitas evidências de  impacto, as feições mais importantes que encontramos (padrões de  deformação) em lâminas não convenceram alguns componentes de nosso  grupo de trabalho, devido ao padrão de deformação rúptil que a área  sofreu.
Por uma questão de cautela científica, este impasse adiou  nossas conclusões e, inclusive nossa proposta de sítio geológico ao  SIGEP. Estou submetendo artigo com nossos resultados na RBGf, juntamente com o grupo que envolve parceiros da UFRGS (Carlos Sommer,  Nelson Lisboa, Ruy Phillip) e UNICAMP (Carlos Roberto de Sousa Filho).
Desta forma, espero que você compreenda minha declinação diante de seu  convite, excluindo-me deste processo. De toda a forma, espero que, uma  vez coerente, a proposta do colega Álvaro seja bem sucedida, pois o que importa é a valorização de nosso patrimônio.
Agradeço o convite e me coloco à disposição para qualquer outro  auxílio que a SIGEP necessitar.
Atenciosamente,
Silvia Rolim


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: domingo, 29 de junho de 2008 19:20
Assunto: RES: Astroblema de Cerro do Jarau, RS

 Prezada colega Silvia,
muito obrigado pela sua franqueza e parabens pelo cuidado que demonstra no sentido do máximo rigor científico com relação à caracterização genética do sítio proposto em resposta ao e-mail enviado (anexo).
Pelo que entendi, existem muitas evidências de impacto (sic), mas existem também estruturas/texturas menores que não foram consideradas diagnósticas de impacto, segundo colegas da sua equipe de pesquisa.
O objetivo da SIGEP é realizar o cadastro de sítios geológicos sl. entendidos como de grande importância e que devam ser preservados no Brasil. Assim, a comissão SIGEP baseia-se muito em propostas de sítios apresentadas por geocientistas que as estudaram; tais propostas são analisadas pela comissão e abertas a críticas e sugestões também à comunidade geocientífica em um sistema de "comments & replies". Em princípio, os comentários, críticas e sugestões são, se convenientemente apresentados, veiculados na própria página da proposta na internet em um sistema de máxima transparência e que visa, exatamente, o rigor científico para a correta avaliação das propostas.
Creio que posso falar em nome dos colegas membros da comissão de que, para os objetivos da SIGEP, é altamente desejável a integração de equipes (e conhecimentos obtidos) ou de pesquisadores individuais que EFETIVAMENTE já tenham desenvolvido estudos científicos em um mesmo sítio para descrevê-lo de forma mais completa para o cadastro dos sítios geológicos/ paleobiológicos do Brasil.
cordiais saudações
Manfredo

Manfredo Winge
Representante da SBGeo na SIGEP
c/c proponentes, equipe UFRGS
c/co SIGEP


De: Manfredo Winge [mailto:mwinge@terra.com.br]
Enviada em: segunda-feira, 28 de setembro de 2009 17:30
Para: 'Alvaro Penteado Crósta (alvaro@ige.unicamp.br)'; 'Fernanda Silva Lourenço (lourenco.fernanda@gmail.com)'
Assunto: INVENTÁRIO SÍTIOS GEOLÓGICOS DO BRASIL e chamada para os capítulos do Volume III da SIGEP

Prezado colega,

estamos revisando as propostas aprovadas cujas descrições, a serem expressas em artigos científicos no padrão da SIGEP, poderão compor capítulos (previstos 30) do Volume III do livro SÍTIOS GEOLÓGICOS E PALEONTOLÓGICOS DO BRASIL cuja publicação está sendo programada para 2010 com o apoio da CPRM.
Lembramos que os artigos, à medida que forem sendo aprovados, serão publicados na Internet em “pre print”, garantindo a sua publicação nesse próximo volume.

Isto posto, solicitamos informar alternativamente:

 1) se ainda pretendem descrever o sítio e, neste caso, quando poderemos contar com a 1ª minuta para análise;
2) caso estejam desistindo de descrever o sítio, se poderiam indicar geocientista(s) que trabalhou na área e que poderia eventualmente descrevê-lo;
3) se esse sítio, por desastre natural, depredação  e/ou outras causas, perdeu suas características originais, não se justificando mais cadastrá-lo como sítio a ser protegido. Neste caso, favor nos comunicar essa situação com os devidos detalhes que serão transcritos na página da proposta a ser então cancelada.

Agradecemos antecipadamente
Comissão Editorial do Volume III da SIGEP
Ref. Sítio aprovado


De: Alvaro Penteado Crósta [mailto:alvaro@ige.unicamp.br]
Enviada em: terça-feira, 29 de setembro de 2009 10:22
Assunto: Re: INVENTÁRIO SÍTIOS GEOLÓGICOS DO BRASIL e chamada par aos capítulos do Volume III da SIGEP

...........
Venho reiterar nossa intenção de submter um artigo sobre a estrutura de impacto meteorítico de Cerro do Jarau (RS), conforme proposta pos nós submetida à SIGEP. O cronograma previsto para a conclusão do texto é de 6 meses, prevendo-se portanto que o mesmo possa ser enviado à SIGEP no finalde março de 2010.

Atenciosamente,
Alvaro P. Crósta


AVALIAÇÃO FINAL DE PROPOSTA
DE DESCRIÇÃO DE SÍTIO GEOLÓGICO - PALEOBIOLÓGICO

 

Nome do Sítio:   Astroblema de Cerro do Jarau, RS
Proponentes: Alvaro Penteado Crósta;  Fernanda Silva Lourenço

Considerando os pareceres, comentários e réplicas constantes na página da proposta, as instituições membros da SIGEP, assim se pronunciam, através de seus representantes, quanto à proposta em epígrafe  

INSTITUIÇÃO          PARECER
Favorável
Não favorável 
Abstenção
Restrições/Exigências

Em branco: Não se pronunciou
Academia Brasileira de Ciências – ABC  
Associação Brasileira de Estudos do Quaternário – ABEQUA Favorável
Departamento Nacional de Produção Mineral–DNPM Favorável
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE
Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis– IBAMA  
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN  
Petróleo Brasileiro SA - PETROBRÁS Favorável
Serviço Geológico do Brasil – CPRM Favorável
Sociedade Brasileira de Espeleologia – SBE  
Sociedade Brasileira de Geologia – SBGeo Favorável
Sociedade Brasileira de Paleontologia – SBP

Pesquisar no site

Contato

Cerro do jarau Av. Artigas 1335 55 3423 1923
visitas agendadas
55-84217554